top of page

A Medicina Tradicional Chinesa funciona?


Medicina Tradicional Chinesa tem trazido benefícios e oferecido tratamentos há mais de 3000 anos


A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) também conhecida como medicina chinesa (em chinês: Zhõngyí xué, ou Zhõngao xué), é a denominação usualmente dada ao conjunto de práticas de Medicina Tradicional em uso na China, desenvolvidas ao longo dos milhares de anos da sua história.


Inscrições em ossos e carapaças de tartarugas das dinastias Yin e Shang, há 3.000 anos evidenciam registos medicinais, sanitários e uma dezena de doenças, com métodos de diagnósticos tais como: a observação facial, a audição da voz, questionamento sobre eventuais sintomas, tomada dos pulsos para observação dos Zang-fu (órgãos e vísceras), assim como indicações para tratamentos terapêuticos como a acupuntura ou cirurgias.


Já por essas épocas incluía nos seus princípios o estudo do Yin-Yang, a teoria dos cinco elementos e do sistema de circulação da energia pelos Meridianos do corpo humano, princípios esses que foram refinados através dos séculos seguintes.


Atualmente são oito os principais métodos de tratamento da Medicina Tradicional Chinesa:


  • Fitoterapia chinesa (fármacos)

  • Acupuntura Tuina ou Tui Ná (massagem e osteopatia chinesa)

  • Dietoterapia (terapia alimentar chinesa)

  • Auriculoterapia (tratamento pela orelha)

  • Moxabustão

  • Ventosaterapia

  • Práticas físicas (exercícios integrados de respiração e circulação de energia, e meditação como: Chi Kung, o Tai Chi Chuan e algumas artes marciais) consideradas métodos profiláticos para a manutenção da saúde ou formas de intervenção para recuperá-la.


A Medicina Chinesa, que se conhece bastante mal no Ocidente, salvo o aspecto muito limitado da Acupuntura, merece um lugar muito particular dentro do leque amplo e diverso das medicinas alternativas. Vejamos porquê: É a única medicina que tem uma existência contínua, quanto aos seus fundamentos desde há mais de 2000 anos, é reconhecida pelo estado Chinês em igualdade com a prática da Medicina Moderna. É reconhecida pela OMS da ONU características que não reparte com nenhum outro sistema médico ao permitir-se estar dentro das concepções filosóficas e energéticas que lhe deram sustentação através dos tempos e integrar os métodos de validação da ciência Moderna.


A medicina tradicional chinesa trata o indivíduo e não a doença, usando uma ampla variedade de tratamentos e se baseando em quatro pilares: sono adequado, alimentação saudável, movimento inteligente e silêncio.


Leia este depoimento, de uma mulher com 59 anos, para entender os benefícios e o potencial desta técnica milenar:


"Obrigada, Dra Yang! Há seis meses vinha sofrendo de dores terríveis em ambos os membros superiores, às vezes, com parestesias, para leigos: dores, dormências e choquinhos dos ombros às mãos. Já me via numa mesa cirúrgica para descomprimir minhas raízes nervosas, cronicamente ‘esmagadas’ pela minha patologia da transição crânio-cervical, para leigos: pescoço curto. Foi quando, pelo Google, descobri a doutora Yang e, já na primeira sessão minha melhora foi surpreendente! Detentora de sedimentado conhecimento de Medicina Tradicional Chinesa, ela domina várias técnicas terapêuticas desta milenar ciência, e, as usou e usa para me salvar destes sintomas que me torturavam e limitavam demais a vida! Dar esse depoimento é muito fácil, difícil é encontrar o adjetivo justo para qualificar e agradecer quem me tirou de um quadro de dores horríveis e, para mim, o mais importante, sem fármacos que ao lado dos benefícios conhecidos tem efeitos colaterais. Obrigada, Dra Yang, por me devolver minha qualidade de vida!"

Veja experimentar os benefícios dos tratamentos disponíveis. Entre em contato e saiba mais:



2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page